História

Seminário Sagrado Coração de Jesus

A Escola Apostólica de Brusque, fundada em 1924 graças aos esforços do padre Germano Brand, com capacidade para 30 seminaristas, já não comportava os pedidos de admissão que cresciam dia-a-dia.
Não sendo possível o aumento da construção, visto estar sediada em um terreno que não pertencia à Congregação e muito irregular, partiu-se para outras possibilidades, até a oferta da comunidade católica de Hansa Humbold (atual Corupá), na pessoa dos Srs. Adolfo Baeumle, José Mueller e Guilherme Thiemann, que almejavam a assistência sacerdotal no município.
Padre Pedro Storms, superior regional na época, incumbiu o padre Jacó Gabriel Lux, competente construtor, de projetar a planta da nova obra e de executá-la. Ao padre Pascoal Lacroix coube a tarefa de angariar fundos, junto a generosa população de São Paulo e do Rio de Janeiro, para financiar a obra.
Os trabalhos iniciaram no ano de 1929 e a inauguração da primeira parte da construção do seminário deu-se em janeiro de 1932, com a chegada dos primeiros seminaristas.
Como conseqüência daqueles tempos economicamente difíceis, conserva-se ainda o estilo de construção de tijolos à vista.
Em 1953 iniciou-se a construção de uma nova ala, em estilo mais moderno que a anterior e que hoje abriga a Capela, o Museu Ir Luiz e a loja de souvenirs.
A atual capela do Seminário foi construída pelo padre Antônio Enchelmeyer, scj. que também realizou a construção de um salão de teatro, que já foi palco de inúmeras peças e encenações. Aos poucos foram sendo construídos os campos e quadras de esporte, bem como um amplo salão de jogos, no ano de 1970.
A última ala construída é a que abriga as salas de aula, o dormitório dos seminaristas, o refeitório e dependências da cozinha. Todos estes espaços estão sendo pensados para no futuro tornarem-se um espaço para hospedagem.

Vocacional

Pelo dom da vida somos chamados a colocar a vida à serviço, quer no matrimônio, sacerdócio ou vida religiosa (consagrada).

Assim, o Seminário Sagrado Coração de Jesus, desde 1932 dedica seu espaço e o esforço de inúmeras pessoas, entre elas sacerdotes, religiosas e benfeitores, para a formação de novos religiosos e sacerdotes.

Tendo a consciência de que o mundo necessita ser transformado segundo o Coração de Deus, buscamos o seguimento de Jesus Cristo seguindo os ideais de Amor e Reparação para os tempos de hoje, conforme desejava padre Dehon, nosso fundador.

Acreditamos que a Vocação é um chamado de Deus, mas é também uma resposta de cada pessoa.

Se você deseja conhecer melhor o nosso modo próprio de vida, bem como aprofundar mais esta espiritualidade nascida do Coração do próprio Cristo, entre em contato conosco pelo e-mail contato@scj.org.br.

Sobretudo lembre-se: Precisa-se! Há vagas para pescadores de homem! Então???

Fotos